A águia e a gralha, de Esopo

Uma grande Águia, saindo do seu ninho no alto de um penhasco, num fulminante voo rasante e certeiro, capturou uma ovelha e a levou presa às suas fortes e afiadas garras.

Uma Gralha, que a tudo testemunhara, tomada de inveja, decidiu que poderia fazer a mesma coisa.

Assim, ela voou para o alto e tomou impulso. Então, com grande velocidade, atirou-se sobre uma Ovelha com a intenção de também carregá-la presa às suas garras, como antes fizera sua concorrente.

Ocorre que suas garras, pequenas e fracas, acabaram por ficar embaraçadas no espesso manto de lã do animal e isso a impediu inclusive de soltar-se, e embora o tentasse com todas as suas forças, foi em vão todo seu esforço.

O Pastor das ovelhas, vendo o que estava acontecendo, capturou-a. Feito isso, cortou as penas de suas asas, de modo que não fosse mais capaz de voar.

À noite a levou para casa e entregou como brinquedo para seus filhos.

“Que pássaro engraçado é esse?”, perguntou um deles.

“Ele é uma Gralha, meus filhos. Mas, se você lhe perguntar, ele dirá que é uma Águia…”

Moral da História: Não devemos permitir que a ambição nos conduza para além dos nossos limites…

Moral da História 2: É sinal de imprudência dar um passo maior que as pernas…

 

Esopo

Esopo foi um lendário escritor grego que teria vivido na antiga Grécia. A ele se atribui a paternidade da fábula como gênero literário. Foi o maior fabulista do século VI a.C.

Designed by Freepik