A lebre e a tartaruga, de Esopo

Um dia, uma Lebre ridicularizou as pernas curtas e a lentidão da Tartaruga. A Tartaruga sorriu e disse: “Pensa você ser rápida como o vento;

Mas, acredito que Eu a venceria numa corrida.”

A Lebre, claro, considerou aquela insinuação como algo impossível de acontecer e aceitou o desafio na hora.

Convidaram então a Raposa para servir de juiz, escolher o trajeto e o ponto de chegada.

E no dia marcado, do ponto inicial, partiram juntos.

A Tartaruga, com seu passo lento, mas firme, determinada, concentrada, em momento algum, parou de caminhar rumo ao seu objetivo.

Mas a Lebre, confiante de sua velocidade, despreocupada com a corrida, deitou à margem da estrada para um rápido cochilo.

Ao despertar, embora corresse o mais rápido que suas pernas o permitissem, não mais conseguiu alcançar a Tartaruga, que já cruzara a linha de chegada, e agora descansava tranquila num canto.

Moral da História: Ao trabalhador que realiza seu trabalho com zelo e persistência, o êxito é inevitável…

Esopo

(Esopo foi um lendário escritor grego que teria vivido na antiga Grécia. A ele se atribui a paternidade da fábula como gênero literário. Foi o maior fabulista do século VI a.C. )

 

Designed by Freepik