Ópera Rock, por Ana Flávia Baetas Valois.

Todas eram metaleiras da pesada
Eu? Um solo de guitarra do Brian Adams.

Tropper bem tentou avisar
Mas recusei o não acreditar.

Fé de menina, mulher alcançou
Música neblina, teu verso chamou.

Toquei em tua alma, de leve e forte
Não era a conquista, teu velho esporte?

Despido de orgulho, largado à solidão
Perdido sem prumo, não encontras vazão.

O caos, a rotina, o ofício, o brasão
A retina entrega o desejo, a paixão

Jogou na gaveta e o sonho trancou
Girou a roleta e a sorte passou

O tiro, a marca. O disparo eficaz
Deu um tempo sincero ao respeito e a paz.

Amor no concerto, meu pecado contei
Mãos de sangue, “mea culpa”
Meu mestre….
Ah maestro!
Falhei.
Designed by Freepik